SEMINÁRIO DE LUTA CONTRA O RACISMO ESTE ANO TERA COMO TEMA O" RACISMO E AS RELAÇÕES DE TRABALHO"

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ministro da Educação enfrenta protesto de professores em Criciúma

Ministro da Educação enfrenta protesto de professores em Criciúma
Ministro da Educação enfrenta protesto de professores em Criciúma
assessoria imprensa Unesc
Por Karina Koppe
Na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) o Ministro da Educação, Fernando Haddad, foi recebido por professores estaduais que aproveitaram a oportunidade para protestar por reajuste no salário da categoria. Na chegada ao auditório houve principio de tumulto e os ânimos só se acalmaram quando foi liberada a entrada dos professores. O local ficou lotado. Em seu discurso o ministro falou que defende o piso para o magistério.

“É uma luta justa, mas também um momento de transição, uma situação delicada porque os orçamentos públicos terão que ser repensados a uso dessa exigência profissional para colocar nosso magistério num patamar de dignidade, respeito e valorização.”, disse o ministro.

Durante a cerimônia, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte) subiram até o palco para entregar em mãos uma carta com denúncias e reivindicações da categoria. “No ano passado chegou a Santa Catarina R$ 1, 5 bilhões de verbas do Fundeb e não se cabe pra onde foi esse dinheiro. Nesse ano já são mais de R$ 600 milhões em verbas do Fundeb que a gente também não sabe qual foi o fim. E reivindicamos, também, a implantação de 10% do PIB para a educação que é uma exigência diretamente para o governo federal.”, explica Cátia Santos, presidente do Sinte Criciúma.

Mesmo com protestos o Ministro da Educação, Fernando Haddad, recebeu o título de Dr. Honoris Causa, da Unesc.

http://www.tvbv.com.br/canais/noticias/ministro_da_educacao_enfrenta_protesto_de_professores_em_criciuma.html

5 comentários:

  1. O colombo vai mandar as nossas faltas, ótimo!
    então na próxima assembléia Estadual, todos deveremos fazer um panelaço em Santa Catarina.

    Pois nossas panelas estão vazias, temos que fazer muitooooooooooooooo mais muitoooooooooo barulho!

    Att,
    Netto.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Alguma chance de o governo federal bloquear o repasse do Fundeb para SC até que o governo daqui se compromer a aplicar o que for de lei ( sabendo que nem tudo no Fundeb é para pagar professores)ao piso e respeitando o plano de carreira atual que está bom como está? Já nos roubaram nos 50% dos triênios, no governo do bêbado Kleinubing, agora nos roubam a regência. Afinal, até onde estamos ou não protegidos juridicamente na questão do 'direito adquirido' se cada governo pode mudar a lei para diminuir valores?

    O panelaço foi uma boa ideia...

    17 de junho de 2011 13:26

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Solicito a gentileza de eliminar o link do blogue cujos comentários já foram tirados. Foi engano da pessoa que postou...

    att.

    ResponderExcluir